Arquivo da categoria: 2014

“Smoke Signals” / Glen Calleja

WESTWAY LAB 3.0 | Smoke Signals / Glen Calleja
“Smoke Signals” é um projeto singular que marca, de forma muito especial, o terceiro momento do WestWay Lab Festival.

Na noite de 05 de julho, celebraremos o terceiro momento do WestWay Lab Festival com um projeto muito especial. Pelas 21h00 revelaremos os vídeos produzidos durante o momento 1.0, com projeção de um mini documentário e outros registos artísticos, reveladores das diferentes dimensões deste projeto especial, permitindo a fruição, por todos os públicos, dos principais resultados desenvolvidos neste contexto.
“Smoke Signals” é o título do outro momento de encerramento do WestWay Lab Festival, da autoria de Glen Calleja, artista de Malta, que irá mostrar as experiências quotidianas de três cidadãos vimaranenses com mais de 90 anos, cujo foco essencial é a perceção e uso da cozinha enquanto espaço. O projeto tem uma parte de documentário e outra de poesia, bem como uma fusão de reportagem, pesquisa e interpretação para criar uma reflexão sobre a vida em Guimarães.
Adere e participa no evento do facebook aqui.

“Smoke Signals” is a unique performance which marks the third gathering of the WestWay Lab Festival in a truly exceptional way.
In the night of July 5th, we will celebrate the third gathering of the WestWay Lab Festival with a very special event. At about 9pm, we will show the videos produced during Gathering Nº 1 as well as a mini-documentary and other exhibitions that show the variety of scope attained by this special project, which allows the general public to develop within the broadest of scopes.
“Smoke Signals” is the title of the WestWay Lab Festival’s closing performance, created by Glen Calleja, an artist from Malta who will shed light on the daily experiences of three Guimarães residents over the age of 90, focusing essentially on their daily use of the kitchen space. The performance is part documentary and part poetry, as well as a blend of reporting, research and interpretation in the context of reflecting upon life in Guimarães.

Join and participate the facebook event here.

Concerto dos We Trust encerra WestWay Lab 2.0

O segundo momento do WestWay Lab termina com um concerto dos We Trust, projeto que tem como mentor André Tentugal e que se tem vindo a afirmar junto dos fãs e da crítica, confirmando o talento desta banda emergente.
Após dois anos de retiro criativo, os We Trust inauguram assim a sua tour 2014 no #CCVF, em #Guimarães, para apresentar o novo trabalho, cujo single de apresentação é uma canção épica dedicada às pessoas e que muitos já chamam de hino – “We Are The Ones” -, um apelo ao positivismo, um grito de esperança, esse motor que faz com que o mundo não pare de girar.
Os bilhetes para o concerto já se encontram disponíveis neste link. Mais informação em www.ccvf.pt.

The second moment of WestWay Lab ends with a concert by We Trust, a project mentored by André Tentúgal that has been hailed among public and the specialty media critics, confirming the talent of this emerging band.
After two years on creative retreat, a first sample of his new album has been released, the premiere single, “We Are The Ones,” which has been winning over all who have heard it. This is an impressive song dedicated to people, one which many have hailed as a hymn, a song which rallies to the notion of unity and change.

Tickets for the concert are now available at this link. More information at www.ccvf.pt.

LECTURE | TIM LAWRENCE (28 JUNHO)

Tim Lawrence

Tim Lawrence, professor universitário e um estudioso atento dos movimentos culturais das grandes cidades do mundo, marca presença no WestWay Lab 2.0 protagonizando uma Lecture no Café Concerto do CCVF.
É autor de vários livros sobre o tema, incluindo o referencial “Love saves the day” que retrata o aparecimento de núcleos artísticos na década de 70 em Nova Iorque, que mais tarde viriam a marcar de forma decisiva a identidade cultural daquela cidade. Tim virá falar sobre a importância desses núcleos, muitas vezes invisíveis aos nossos olhos no contexto atual de massificação, mas que na profundidade do seu trabalho apontam tendências e caminhos inovadores a partir da maturação de novas linguagens. Pensaremos assim a cidade como um corpo orgânico, que nos proporciona um conjunto de experiências muitas vezes apenas disponíveis através de pequenos trajetos exploratórios. A Lecture tem início às 23h30 e a entrada é livre.

Tim Lawrence, a university professor and academic who studies the cultural movements in large cities around the world, will be at WestWay Lab 2.0 starring a Lecture at the Café Concerto of CCVF.
Tim Lawrence is the author of various books on the theme of cultural movements, including “love saves the day” which describes the emergence of those groups of artists in New York in the 1970s who would later become icons of cultural identity in the city. Tim will speak about the importance of these core groups in a context which may have escaped our notice since our vision is skewed by the present context of mass-consumption but which his research indicates as showing trends and the innovative pathways which open up when a new artistic language comes to maturity. We will thus think of the city as a living body which offers us a set of experiences which are often available only on short exploratory journeys. The Lecture starts at 11:30 p.m. and entrance is free.

“We Trust” no WestWay Lab Festival 2.0

Realizador e músico, André Tentugal é o nome por detrás do projeto We Trust, que agora se apresenta no WestWay Lab Festival 2.0, a 28 de junho, às 22h00, no Centro Cultural Vila Flor.
O projeto We Trust está no seu quarto ano de existência, mas há quem o considere já uma das mais proeminentes bandas nacionais do panorama atual. Graças ao sucesso do single “Time (Better Not Stop)”, que inundou o airplay nacional, os We Trust conquistaram a atenção do público e da crítica especializada. Ao longo dos últimos dois anos, e com toda a experiência na estrada, André Tentugal sentiu que de alguma forma essas vivências que para si eram novas teriam de estar presentes no segundo disco. Convidou um grupo de amigos de outras bandas nacionais para se juntarem em alguns dos temas nos coros, convidou a Orquestra Artave para gravar os arranjos de cordas e sopros e ainda outros instrumentistas como António Serginho ou Hugo Danin. Após dois anos de retiro criativo, surge agora a primeira amostra do novo álbum, o single de apresentação “We Are The Ones” que tem conquistado quem o ouve. Uma canção épica dedicada então às pessoas, a que muitos já chamam de hino. Uma canção que impele à união e inspira à mudança. Bilhetes para o concerto disponíveis aqui.

Director and musician André Tentugal is the name behind the performance of We Trust, which is now presented in WestWay 2.0 Lab Festival on 28 June (10:00 p.m.) at the Vila Flor Cultural Centre.
We Trust is in its fourth year of existence, and there are those who consider it one of the most prominent Portuguese bands on the scene today. Thanks to the success of the single “Time (Better Not Stop)” which received an extraordinary amount of airplay in Portugal, We Trust grabbed the attention of both the public and the specialty media critics. Over the last two years, and following the experience of being on the road, André Tentugal felt that to some extent these experiences which were new to him should become part of a second album. He then invited friends from other Portuguese bands to join him on backup in some new songs, asked the Orquestra Artave to records arrangements for strings and woodwinds, and brought in other musicians, such as António Serginho and Hugo Danin. After two years on this creative retreat, a first sample of his new album has been released, the premiere single, “We Are The Ones,” which has been winning over all who have heard it. This is an impressive song dedicated to people, one which many have hailed as a hymn, a song which rallies to the notion of unity and change. Tickets for the concert are available here.

Workshop Design & Audiovisual (10 e 11 maio)

Nos dias 10 e 11 de maio, o WestWay Lab propõe uma ação de formação na área do design & audiovisual com dois formadores de reconhecida experiência na criação de videoclipes para as principais bandas nacionais.
André Tentugal (We Trust, Foge Foge Bandido, Mind the Gap, etc) e Vasco Mendes (Capicua, White Haus, The Weatherman, entre outros) assumirão a direção deste momento 2.0 que dá continuidade à importância do conhecimento e à dotação de competências dos artistas nacionais, numa importante área da cultura contemporânea. O workshop acontecerá no atelier 1 da Plataforma das Artes e da Criatividade, durante os dois dias, numa intensa atividade de aprendizagem e criação, culminando com uma apresentação, no dia 11 de maio, pelas 18h00, dos principais resultados desta ação acompanhada por um momento musical que animará o final da tarde de domingo, em Guimarães. Procura e traz um qualquer dispositivo de registo audiovisual (iPhone; Câmara Reflex; GoPro; Super 8; ou qualquer outro suporte) e manifesta a tua vontade enviando um e-mail para westwaylab@aoficina.pt.

Mais informações sobre os formadores:

André Tentugal nasce no Porto em 1982. Inicia a sua carreira como cineasta bem cedo, através da sua ligação com o movimento punk-rock e aos poucos descobre o universo dos músicos. Surgiam os primeiros video-clips / mini-docs. Aos 16 anos percebe que o cinema será a sua missão de vida e dedica-se a estudos relacionados com a área. Atualmente conta com colaborações no panorama nacional como Old Jerusalem, Norberto Lobo, X-Wife, Mind da Gap, Moonspell, Sizo, Foge Foge Bandido, Ornatos Violeta, Sean Riley & The Slowriders, Rodrigo Leão, entre outros, e internacional: Kap Bambino, Scout Niblett, Tiny Vipers, Ariel Pink, Divine Comedy, etc. No presente, vai alternando o seu tempo realizando publicidade, continuando o seu trabalho ligado ao registo de vídeos musicais e também agora como músico, mentor do projeto WE TRUST, considerado um dos mais promissores projetos musicais portugueses da atualidade. Foi também recentemente convidado a realizar aquela que seria a sua primeira curta-metragem de ficção, produzida pela mesma entidade que organiza o Curtas Vila do Conde, intitulada “De Onde Os Pássaros Vêem a Cidade”.
www.wetrust.co

Vasco Mendes nasceu no Porto em 1987. Começou desde cedo a fazer vídeos caseiros com pequenas historias onde incluía a família e amigos, até ao dia em que começou a filmar e a editar concertos de música o que fez com que a sua relação com a música, ritmo e montagem começasse a crescer. Esta relação levou-o a realizar vários videoclipes para bandas como Capicua, Glockenwise, Lululemon, Papercutz, The Weatherman, Throes + The Shine e White Haus. Actualmente continua a realizar videoclipes assim como outros registos de video onde ritmo, música e cinema se cruzam.
www.vascomendes.com

Horário 10 maio (10h00-13h00 / 15h00-18h00) e 11 maio (10h00-13h00 / 15h00-17h00)
Local Atelier 1 da Plataforma das Artes e da Criatividade
Público-alvo músicos da região e participantes no WestWay Lab Festival 1.0
Lotação 25 participantes
Preço 50,00 euros (pagamento através de referência multibanco)
Inscrições até 08 de maio às 19h00 através do e-mail westwaylab@aoficina.pt

On 10 and 11 May, the WestWay Lab proposes a teaching program in design & audiovisual area with two trainers with recognized experience in creating music videos for major portuguese bands, André Tentugal (We Trust, Foge Foge Bandido, Mind the Gap, etc) and Vasco Mendes (Capicua, White Haus, The Weatherman, among others).
Search and bring any audiovisual recording device (iPhone; Reflex Camera, GoPro, Super 8, or any other) and express your will by sending an email to westwaylab@aoficina.pt.

More information about trainers
André Tentugal: www.wetrust.co
Vasco Mendes: www.vascomendes.com

Schedule 10 maio (10h00-13h00 / 15h00-18h00) e 11 maio (10h00-13h00 / 15h00-17h00)
Venue Atelier 1 of  Plataform for Arts and Creativity
Target audience local musicians and participants of WestWay Lab Festival 1.0

Capacity 25 participants
Price 50,00 EUR (payment through ATM reference)
Registration until May 8 at 19:00 via email westwaylab@aoficina.pt

Lecture | Bill Brewster (10 maio)

Lecture

Depois de um mês de abril de intenso espírito criativo, o WestWay Lab Festival prossegue com uma Lecture no Café Concerto do CCVF protagonizada por Bill Brewster.
Bill Brewster é coautor do famoso livro “Last night a DJ saved my life” que retrata o aparecimento da cultura DJ e seu desenvolvimento até aos nossos dias. Bill virá falar sobre a importância das correntes underground no mapeamento e formação da identidade cultural das principais cidades mundiais. Além disso ajudar-nos-á a compreender a história e ideias que romperam o círculo do estabelecido e se impuseram pela sua essência, tal como a importância da música na sociedade contemporânea enquanto fator de coesão social. A Lecture irá decorrer no Café Concerto do CCVF e a entrada será livre.

Bill Brewster is the co-author of the famous book “Last night a DJ saved my life” which portrays the origins of DJ culture and its development up to our days. Bill will talk about the importance of underground movements in the mapping and development of cultural identity of the main cities of the world. He will also help us to understand the history and ideas that broke the circle of the establishment, and were accepted by their essence, and the importance of music in contemporary society as a factor of social cohesion. The Lecture will take place at the Café Concerto of the Vila Flor Cultural Centre and the entrance will be free.